sexta-feira, 23 de junho de 2017

Registros da abertura em 22 de junho

Na noite de 22 de junho foi realizada nos Anexos 1 e 2 do Museu de Arte de Joinville a abertura das exposições MÁQUINAS DO ABISMO e JOGO DO MICO com a presença dos artistas Rogério Negrão e Cyntia Werner. 

Durante a abertura, houve uma apresentação musical do grupo DUBADULAQUE.

Máquinas do Abismo fica aberta para visitação até o dia 31 de julho e Jogo do Mico até dia 13 de agosto.











quarta-feira, 21 de junho de 2017

Cyntia Werner e Rogério Negrão no MAJ

 
Nesta quinta-feira (22), às 19:30 horas, duas exposições estreiam no Museu de Arte de Joinville – MAJ: Máquinas do Abismo, do artista visual, Rogério Negrão; e Jogo do Mico, da também artista visual, Cynthia Werner. Ambos os projetos têm apoio da Prefeitura de Joinville, por meio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura – Simdec. 
 
Composta por colagens, digitais impressas, videoarte, instalação sonora e instalação de objetos, Máquinas do Abismo foi concebida em torno da construção de máquinas imaginárias, descritas a partir de desenhos e patentes do início da Revolução Industrial. 
 
De acordo com seu autor, Rogério Negrão, a criação de produtos industriais, o consumo de massa, as marcas como imagens mentais e símbolos de identidade, a artificialidade, a propriedade intelectual, a evolução tecnológica, e as implicações nas relações humanas, são questões retratadas na arte contemporânea e também exploradas em outras experimentações de sua produção. 
 
Em Jogo do Mico, 32 montagens feitas a partir de aquarelas com imagens de animais, referenciam o jogo de cartas que foi muito popular nos anos de 1980 e que é nome-título da mostra. 
 
Além de resgatar a brincadeira, a exposição terá interatividade. De acordo com a autora Cynthia Werner, cada uma das pinturas do animal inteiro é dividida em três partes proporcionais, separando cabeça, tronco e membros superiores e inferiores. Durante a mostra, as peças serão separadas, embaralhadas e reagrupadas, compondo novas criaturas. 
 
“A montagem do trabalho permitirá que as figuras possam ser alteradas durante o período de exposição, criando novos seres através de diferentes combinações de partes, uma vez que cada montagem é o resultado de uma análise combinatória com 32 opções para cada uma das partes da pintura, resultando em 32.268 possibilidades de imagens”, explica a artista. 
 
As mostras Máquinas do Abismo e Jogo do Mico permanecem em exposição até os dias 30 de julho e 13 de agosto, respectivamente, nos anexos 1 e 2 da Cidadela Cultural Antarctica (Rua XV de Novembro, 1383 – América). O espaço é aberto ao público de terça-feira a domingo, das 10 às 16 horas. A entrada é gratuita. 
 
Os artistas
 
Nascido em Tejupá (SP), Rogério Negrão, vive e trabalha em Joinville. É designer industrial e desenvolve trabalhos em fotografia, desenho digital, vídeoarte, vídeo instalação e instalação sonora. Já participou de exposições coletivas e expôs individualmente, em Joinville. 
 
A joinvilense Cynthia Werner é jornalista, artista plástica e mestranda em Artes Visuais pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) Cyntia Werner é natural de Joinville. Já participou de diversas exposições, entre elas 44a Coletiva de Artistas de Joinville (2015), 10o Salão Elke Hering Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais, em Blumenau (2012); e foi premiada no 43o Salão de Artes de Piracicaba (2011) e na 1a Mostra de Artes Visuais de Paranaguá (2009).
 

  
Graziella Marques Bilá
Jornalista
Secretaria de Comunicação PMJ
(47) 3431-3453 / 98496-9802
www.joinville.sc.gov.br

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Abertura SCHWANKE Circuito Expositivo

No dia 27 de maio foi realizada no Museu de Arte de Joinville a abertura da exposição SCHWANKE Circuito Expositivo com a presença da curadora Rosângela Cherem e co-curadores Franzoi e Carolina Ramos.

O circuito acontece simultaneamente em três locais de Joinville: no MAJ, no Instituto Internacional Juarez Machado e na ACIJ.












terça-feira, 30 de maio de 2017

Projeto REVERBERA - Edição no MAJ




O Projeto Reverbera - O Som do Cantautor é de autoria de Ricardo Ledoux e tem o apoio do Simdec - Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultural. Neste ano serão 06 edições do projeto que tem o intuito de produzir e difundir o trabalho de composição de cantautores que criam letra e música, que fazem a fusão entre palavra, poesia e música, e tem como objetivo criar um público atento também aos processos criativos dos artistas proporcionando uma ponte entre "ideia, método, processo criativo e produto final" neste caso, a protogonista da história é sempre a canção e o seu compositor. 

Descortinar a cena de música autoral local e do estado buscando a troca de experiências entre compositores, poetas, escritores, professores e curiosos que vivem em Joinville e região, por meio de workshops experimentais envolvendo práticas de composição dos artistas participantes. No intuito de perceber a cultura das cidades e de nosso estado através da sensibilidade dos cantautores.

Link do vídeo convite feito no MAJ https://www.youtube.com/watch?v=GvO8sS296Vg 

Divulgação SCHWANKE Circuito Expositivo


Matéria veiculada no Jornal do Almoço do dia 29 de maio, sobre a exposição SCHWANKE Circuito Expositivo aberta no MAJ.


A exposição estará aberta para visitação até o dia 20 de agosto.


15ª Semana Nacional de Museus - Encerramento

No dia 20 de maio foi realizado o encerramento da 15ª Semana Nacional de Museus no Museu de Arte de Joinville com a realização de uma oficina de modelagem em argila ministrada pela parceira do projeto Kátia Baeta e com a presença de Ana Lucia Faleiro de Oliveira, ambas participantes da exposição Revoadas de Outono, Conversas no Jardim.

Os participantes eram famílias, crianças, jovens e adolescentes provenientes de vários bairros de Joinville (Vila Nova, Costa e Silva, América, Boa Vista, Centro, Santa Catarina, Paranaguamirim, Aventureiro).

Mesmo com a chuva, a manhã foi muito agradável com a participação de todos e ao final da oficina, cada participante escolheu uma peça que integrou a exposição no jardim e levou para casa.